Tag: 1913

Novo zoológico do Rio dará prioridade à fauna brasileira, diz Júlio Furtado

 

TÍTULO  O Jardim Zoologico do Rio
AUTOR  Desconhecido
DATA  20 de setembro de 1913
LOCAL  Rio de Janeiro
FONTE  O Estado de S. Paulo / Correio da Manhã
REPOSITÓRIO

Acervo Estadão

DESCRIÇÃO

Em entrevista ao “Correio da Manhã”, Júlio Furtado, da Inspetoria de Mattas e Jardins da cidade do Rio de Janeiro, fala sobre os planos para o novo jardim zoológico da capital, visto sobretudo como uma “necessidade”. Dando previsão de dois anos para que as obras sejam concluídas, ele expõe as prioridades expositivas do empreendimento:

Os animais da África e da Ásia deverão ser adquiridos com o tempo e gradualmente, sem, porém, a imediata necessidade que para nós representa a colleção de animais da fauna brasileira. Porque, cumpre insistir, precisamos ter um Jardim que simultaneamente como embellezamento da cidade e espetáculo recreativo para o povo, deve ser útil à instrucção pública, onde os que (?) possam encontrar exemplares vivos do reino zoologico.

 

 

Espalhe

Novo zoológico do Rio terá 200 mil metros quadrados

 

TÍTULO  O Jardim Zoologico do Rio
AUTOR  Desconhecido
DATA  16 de setembro de 1913
LOCAL  Rio de Janeiro
FONTE  O Estado de S. Paulo
REPOSITÓRIO

Acervo Estadão

DESCRIÇÃO Reportagem apresenta distribuição espacial planejada para o futuro zoológico do Rio de Janeiro, que teria sua pedra fundamental inaugurada pelo prefeito e general Bento Ribeiro no dia 20 de setembro de 1913. A área destinada ao parque ficava na Boa Vista, na antiga Quinta Imperial, e tinha cerca de 200 mil metros quadrados.

 

https://3.bp.blogspot.com/-DudhopoPgzs/UeH2u5q4FwI/AAAAAAAABvs/zx5YG87mBP8/s1600/setembro1912.JPG

Espalhe

Stanley Smyth Flower cataloga zoológicos ao redor do mundo

 

TÍTULO  Sem título
AUTOR  Desconhecido
DATA  29 de abril de 1913
LOCAL  Não se aplica
FONTE  O Estado de S.Paulo
REPOSITÓRIO

Acervo Estadão

DESCRIÇÃO
Com pouquíssimos detalhes, o Estadão menciona a pesquisa de um “sr. Flower” [provavelmente Stanley Smyth Flower], que teria publicado uma estatística com todos os jardins zoológicos do mundo. Seriam 168 (ou 163, difícil dizer pela imagem) zoos ao todo. Aqui, fica claro que o ponto máximo de presença desse tipo de instituição era na Alemanha.
O Estadão lembra (e lamenta) na reportagem: “O Brasil, que possue uma das faunas mais interessantes do mundo, conta apenas um jardim zoologico, e esse mesmo muito pobre, não podendo soffrer cotejo com qualquer jardim congenere, de estrangeiro”.
Não está claro de qual zoo o jornal se refere.
A nota também lembra que uma das onças pertencente ao zoológico de Londres foi presenteada pelo brasiero José Carlos Rodrigues.

Foi possível encontrar uma publicação de S.S.Flower com as características descritas pela reportagem: “A List of the Zoological Gardens of the World”, em “The Zoologist”, maio de 1909.
Uma outra listagem de referência foi publicada em 1914.

 

Espalhe